Investidor mirim

Buffett investe desde os 6 anos. Essas são suas dicas para falar de dinheiro com crianças

Antes de se tornar CEO da Berkshire Hathaway, o lendário investidor já foi até um "empreendedor mirim". Confira as dicas do bilionário para que a conversa sobre finanças entre pais e filhos não se torne um tabu

SÃO PAULO – Se há uma pessoa que entende a importância de ensinar as crianças sobre responsabilidade financeira, essa pessoa é Warren Buffett.

Antes de se tornar CEO da Berkshire Hathaway, holding americana, o lendário investidor começou um punhado de pequenos negócios – começando aos seis anos, quando comprou um pacote de seis latas de Coca-Cola por 20 centavos e vendeu cada lata por cinco centavos.

Ele também vendia revistas e chicletes de porta em porta durante sua infância, demonstrando desde cedo uma habilidade invejável no mundo dos negócios.

PUBLICIDADE

“Meu pai foi a minha maior inspiração”, disse Buffett em entrevista à CNBC em 2013. “O que eu aprendi com ele desde cedo foi ter os hábitos certos cedo. A economia foi uma lição importante que ele me ensinou ”.

Quando perguntado sobre qual ele acha que é o maior erro dos pais quando ensinam sobre a forma de tratar com o dinheiro aos filhos, o bilionário afirmou que é a demora em abordar o assunto.

“Começar tarde. Às vezes os pais esperam que seus filhos estejam no mínimo na adolescência para começarem a falar sobre como administrar dinheiro – quando poderiam começar quando seus filhos estão na pré-escola”, acredita Buffett

O tempo é um fator importante e Buffett parece ter razão ao sugerir uma abordagem sobre finanças ainda na pré-escola. Como uma sustentação do seu argumento, pesquisadores de Cambridge notaram que 80% do nosso crescimento cerebral acontece aos 3 anos de idade.

Um estudo da Universidade de Cambridge descobriu que as crianças já são capazes de compreender os conceitos básicos de dinheiro entre as idades de três e quatro anos. E, aos sete, alguns conhecimentos relativos ao comportamento financeiro terão praticamente se desenvolvido.

“A maioria dos pais já sabe como é importante ensinar aos filhos dinheiro e como administrá-lo adequadamente”, reconheceu Buffett. “Mas há uma diferença entre saber e agir”.

PUBLICIDADE

De acordo com uma pesquisa de 2018 da T. Rowe Price, uma empresa americana de gestão de ativos de capital aberto e consultoria, que reuniu respostas de 1.014 pais (de crianças entre 8 e 14 anos) e mais de 1.000 adultos jovens (de 18 a 24 anos), apenas 4% dos pais disseram que começaram a discutir assuntos financeiros com seus filhos antes dos cinco anos.

Já 30% dos pais começaram a educar seus filhos sobre dinheiro aos 15 anos ou mais, enquanto 14% disseram que nunca tiveram esse tipo de conversa com os filhos, em nenhuma idade.

As lições que Buffett ensinou a seus filhos

Em 2011, Buffett ajudou a lançar uma série animada para crianças chamada “Secret Millionaire’s Club,” na qual se apresentava como um mentor das finanças para um grupo de jovens estudantes.

Há 26 episódios no programa, e cada um deles aborda uma lição financeira, como o funcionamento de um cartão de crédito ou por que é importante acompanhar onde você coloca seu dinheiro.

“Eu ensinei a todos os meus filhos as lições ensinadas no Secret Millionaire’s Club”, disse Buffett à CNBC. “São lições simples para os negócios e para a vida.”

Aqui estão algumas lições do programa, juntamente com as dicas de Buffett sobre como ensiná-las da melhor forma possível aos seus filhos:

Lição 1 – Como ser um pensador flexível

O objetivo desta lição é incentivar seus filhos a não desistirem porque algo não funciona da primeira vez. O mais importante é estimular capacidade de pensar criativamente e ‘fora da caixinha’. A criatividade se mostrará muito útil quando enfrentarem desafios financeiros futuros.

Dicas de Buffett:

Vá a um museu de arte com seus filhos e discuta os diferentes estilos de cada pintura. Então, convide-os a pintar algo próprio. Peça-lhes que pensem em diferentes ferramentas – além do pincel – que podem ser usadas (por exemplo, esponjas, cotonetes, dedos).

Transforme seu lixo em um tesouro, desafiando seus filhos a criar novos usos para coisas antigas ao redor da casa. Isso ajudará a ensiná-los a pensar criticamente, economizar dinheiro e ajudar o meio ambiente ao mesmo tempo.

Lição 2 – Como começar a poupar dinheiro

Como Ben Franklin disse uma vez, “um centavo economizado, é um centavo ganho.” Para que seus filhos entendam a importância de aprender a como lidar com o dinheiro, é imprescindível que eles saibam a diferença das palavras precisar e querer.

Dicas de Buffett:

Dê para seus filhos dois potes diferentes para colocar dinheiro: um para armazenar suas economias e outro para colocar o que será gasto. Cada vez que receberem dinheiro, fale com ele sobre como desejam dividir o dinheiro entre a poupança e o gasto. Isso cria uma noção de responsabilidade na criança.

Faça com que seus filhos façam uma lista de cinco a dez itens que gostariam de comprar. Em seguida, analise cada item com eles e marque se é um desejo ou uma necessidade. Isso ajuda a criança a entender a noção de prioridade.

Lição 3 – Como diferenciar preço de valor

Todos já pagaram mais por conta de um logo de uma marca conhecida estampada no prduto quando podíamos ter conseguido um item semelhante que era tão bom quanto por um preço menor.

A ideia desta lição é ajudar as crianças a compreenderem as diferentes formas como os anunciantes nos permitem comprar os seus serviços ou produtos, bem como saber o que vale e o que não vale a pena pagar.

Dicas de Buffett:

Faça uma lista de itens que você precisa no supermercado e, em seguida, verifique folhetos, jornais e sites com seus filhos para os itens da lista que podem estar à venda. Compare esses preços e veja qual loja oferece a melhor oferta para um produto específico.

Pegue uma revista com seus filhos e escolha um anúncio para avaliar. Pergunte a eles: o que está sendo vendido? Qual mensagem o anúncio está tentando transmitir? O que chama a atenção deles no anúncio? Como o anúncio faz com que eles se sintam? Como é tentar persuadi-los a comprar o produto?

Lição 4 – Como tomar boas decisões

A chave para tomar decisões inteligentes é pensar em como escolhas diferentes podem afetar os resultados futuros.

Dicas de Buffett:

Buffett sugere modelar boas habilidades de tomada de decisão e conversar com seus filhos sobre suas decisões enquanto você as faz, assim como sobre qualquer efeito dominó que elas possam ter.

Por exemplo: “Queremos comprar uma nova TV, mas nosso ar-condicionado está quebrado e precisamos economizar para consertá-lo. Se não o fizermos, estará muito calor em casa quando o verão chegar. Uma vez que o ar-condicionado é consertado, podemos pensar em comprar a TV. ”

Coloque seus filhos no hábito de tomar boas decisões sobre como economizar dinheiro. Talvez haja um DVD que eles querem comprar. Pergunte se eles realmente precisam ou se podem alugar o filme da biblioteca.

“Nunca é cedo demais”

Estimular hábitos financeiros saudáveis para os filhos é uma das coisas mais valiosas que um pai pode fazer para garantir que eles tenham um futuro de sucesso e uma estabilidade financeira.

É importante que desde cedo a criança dê valor ao dinheiro e saiba a melhor forma de gerir, independentemente da quantidade.

“Nunca é cedo demais”, disse Buffett em um Perguntas&Respostas do Yahoo Finance em 2013. “Seja ensinando as crianças o valor de um dólar, a diferença entre necessidades e desejos ou o valor da poupança – todos são conceitos que as crianças encontram no mundo muito cedo, então é melhor ajudá-los a entender”

Invista em educação financeira: abra uma conta na XP – é grátis!