Feedback: atitude faz a diferença no ambiente corporativo

Em qualquer escala da empresa, profissionais sempre aguardam retorno em seu trabalho; hábito deve ser cultivado

SÃO PAULO – Você passa dias preparando um relatório. Fica noites sem dormir tentando encontrar maneiras de ajustar sua agenda ao novo acúmulo de trabalho; afinal, esta nova tarefa será somada às demais, certo?

Depois de muito esforço, finalmente conclui seu trabalho e encaminha o famoso documento anexo por e-mail ao seu chefe. Porém, para sua decepção, não recebe qualquer retorno sobre o assunto depois. Aí, vem aquela angústia: será que ele recebeu? Não gostou? Dei alguma mancada? Pois bem, tal fato revela um problema comum, que prejudica e muito o andamento de qualquer trabalho: a falta de feedback.

É comum esperar resposta

O feedback é algo bastante positivo e esperado em muitas situações da nossa vida. Se você reparar, o tempo todo esperamos um retorno sobre algo. Você marca um compromisso, e aguarda a confirmação. Manda uma cesta de café da manhã, e quer saber se ela realmente chegou ao endereço. Coloca seu carro na revisão, fica no aguardo do orçamento.

PUBLICIDADE

Na empresa isso ocorre da mesma forma, não só com você, mas com pessoas de todos os setores envolvidos. Um funcionário da área comercial, por exemplo: depois de muita negociação por meio de várias reuniões, apresenta finalmente a proposta de trabalho. Imagine o quanto deve ser terrível ficar aguardando um retorno, com todo mundo pressionando?

Porém, nem mesmo o fato de todos os funcionários de uma empresa estarem no mesmo barco faz com que se preocupem em dar feedback uns aos outros, o que mostra uma grande falha de comunicação.

Um exemplo prático: a área de tecnologia fica dias preparando o layout de um novo site para o cliente. Depois de concluído o projeto, ele é encaminhado à área comercial para que o apresente formalmente. Para total decepção, a proposta é aprovada e eles são os últimos a saber. Tremenda falha, certo?

Como remediar o problema?

O fato de ficar sem resposta não significa se conformar com isso, pelo contrário. Nesta hora vale toda a persistência de lutar pelo seu direito.

A postura de deixar tudo em silêncio pode ser uma alternativa bastante cômoda. Afinal, desta forma, você evita possíveis críticas sobre o seu trabalho ou a tarefa de corrigir um projeto, caso não tenha sido satisfatório. Em uma empresa, é comum que funcionários prefiram o anonimato, ganhem o seu salário mensalmente sem ninguém os perceber. Mas até quando sustentar uma realidade destas?

Por isso, faça uso da comunicação e invista numa mudança de cultura. Quer resultados? Cobre-os! Vá em busca de suas respostas, esteja aberto a ouvir. Faça disto um hábito, que será bastante positivo em seu trabalho.

PUBLICIDADE

Você verá que sua nova postura ocasionará uma reação em cadeia. Como você, outros cobrarão o mesmo, fazendo com que a comunicação seja mais valorizada em seu ambiente de trabalho. Comece o quanto antes!