Acima da inflação

Os 10 setores que mais ofereceram aumentos salariais em 2018

Mais da metade dos profissionais receberam aumento salarial acima da da inflação em 2018, o setor de Recursos Humanos foi o mais beneficiado

SÃO PAULO – Apesar da incerteza política presente na maior parte do ano, um levantamento realizado pelo PageGroup mostra que mais da metade dos profissionais brasileiros receberam aumento salarial acima da inflação em 2018.

“A previsão de crescimento do PIB gera confiança no mercado a curto e médio prazo. Esse sentimento é crucial para as empresas decidirem investir em suas operações no Brasil, e isso passa pela valorização do capital humano”, explica Gil van Delft, presidente do PageGroup no Brasil.

Ao todo, foram analisados 513 cargos e alguns registraram aumento de até 40%, como é o caso de Business Partner na área de RH e Analista de Expansão de Saúde. O InfoMoney separou uma lista das 10 áreas que mais foram beneficiadas por estes aumentos salariais. Confira:

PUBLICIDADE
  1. 1. RH

A área de Recursos Humanos foi a que mais teve cargos com aumento salarial em 2018, apesar de também ver o menor número de vagas abertas. Dentre as posições do setor, Business Partner foi uma das mais buscadas, com maior aumento salarial. Seguida por Aquisição de talentos e Employer Branding.

Espera-se que em 2019 o cenário econômico melhore e, consequentemente, haja mais contratações. Isso impacta diretamente no departamento de Recursos Humanos. No último ano, 77% dos cargos tiveram aumento e, os outros 33%, mantiveram remuneração estável.

  1. 2. Bancos e Serviços Financeiros

Com o aumento da digitalização, a forma de adquirir, comercializar e utilizar serviços financeiros não é mais a mesma. A expansão da tecnologia fez com que o setor se modernizasse. Assim, o escopo de trabalho dos funcionários desta categoria também mudou.

Valoriza-se o conhecimento de produtos inovadores, inteligência artificial e mentalidade direcionada ao negócio. Os cargos da área que tiveram maior aumento salarial foram Gerente de Captação, Analistas e Executivos de vendas e Gerente de Parcerias e Canais. Dos cargos de Bancos e Serviços Financeiros, 75% tiveram aumento, 16% mantiveram a estabilidade e 9% enfrentaram queda.

  1. 3. Vendas

O mercado de vendas também passou por consideráveis mudanças em 2018, tais como o aumento de empresas tecnológicas e a menor utilização de parceiros e representantes. Para Gil, “em 2019 a tendência é de que as empresas se estruturem de acordo com a tecnologia e passem a se preocupar ainda mais com a segurança de dados e com o compliance”.

Dos cargos do setor, 70% tiveram aumento na remuneração, 17% a mantiveram estável e 13% viram queda. As áreas mais beneficiadas por estes aumentos foram: Gerente de contas, Diretor de Vendas, Analista de desenvolvimento de Negócios e Gerente de BD.

PUBLICIDADE
  1. 4. Financeiro e Tributário

É normal que em momentos de crise as empresas priorizem diminuir os custos e combater o baixo rendimento, isso foi observado especialmente até 2017. Para Gil, em 2018 o cenário foi estabilizado e as companhias voltaram a se preocupar com estruturas e investimentos. Por isso, Gerente de Planejamento Financeiro, Controladoria e Analista e Gerente de Tesouraria foram os três cargos do setor com maior aumento salarial.

Para 2019, espera-se que as corporações continuem atuando em estratégias para seus times financeiros, visando investimentos e crescimento responsável e efetivo. 58% dos cargos da área tiveram aumento de remuneração no último ano, 37% mantiveram o salário estável e apenas 5% apresentaram queda salarial.

  1. 5. Varejo

Com as novas formas de pagamento sem intervenção humano, a ascensão de múltiplos canais e a personalização de produtos, a migração para o e-commerce está cada vez mais acelerada no setor de varejo.

Os cargos da área com maior aumento salarial em 2018 foram Coordenador e Gerente de Omnichannel e Gerente de Operações. Além disso, 56% teve crescimento na remuneração, 35% manteve estabilidade e 9% apresentou queda.

  1. 6. Imobiliário e Construção

O mercado civil foi uma das áreas que mais sofreu com a crise entre 2015 e 2018. Apesar de 55% dos cargos terem registrado aumento salarial, 45% teve queda. As perspectivas para os próximos meses são positivas, mas o setor ainda não apresenta volume relevante de projetos em andamento. Para Gil, os segmentos que vão se destacar em 2019 são: energia, residencial econômico e o de facilities.

  1. 7. Seguros

Ter conhecimentos ligados à tecnologia, otimização de processos e “pensar fora da caixa” são características valorizadas no setor de seguros. Em 2019, a área pode passar por mudanças estratégicas devido às grandes fusões que aconteceram em 2018.

Quanto a remuneração, 50% dos cargos do setor tiveram aumento salarial, 10% tiveram estabilidade e 40% queda. Gil alerta que, diferente das seguradoras, as corretoras costumam olhar para funções mais dinâmicas e voltadas para novos negócios, com perfil mais hunter.

  1. 8. Saúde e Life Science

Com o lançamento de novos produtos e expansão de algumas áreas, o setor farmacêutico também enfrenta algumas mudanças e, por isso, deve se preocupar cada vez mais com investimentos. Em 2018, os cargos de Analista de Expansão, Gerente de Qualidade e Gerente Médico tiveram maiores aumentos salariais.

Neste setor, a remuneração aumentou em 44% das áreas, se manteve estável em outros 37% e diminuiu em 19%.  Espera-se que, neste ano, as vagas para o setor de vendas aumentem significativamente.

  1. 9. TI

Os avanços da tecnologia, aumento das startups e surgimento de empresas “tech” garantiram que a área de TI estivesse nessa lista. Dos cargos do setor, 41% tiveram aumento salarial, 55% estabilidade e apenas 4% registraram queda. Dentre eles, Analista de BI, Cientista de Dados e Desenvolvedor Backend, Frontend e Mobile foram os mais beneficiados.

A expectativa para 2019 é de crescimento de projetos, maior volume de vagas para a área de tecnologia  e valorização dos profissionais de dados.

  1. 10. Engenharia e Manufatura

O último ano começou bem para estas indústrias, mas terminou com contratações congeladas após a greve geral dos caminhoneiros. Apesar disso, o setor de Engenharia e Manufatura registrou aumento salarial em 41% dos cargos, estabilidade em 44% e queda em apenas 15%.

As áreas mais beneficiadas foram Gerente de Manutenção, Analista e Gerente de Qualidade e Gerente de EHS. A perspectiva para 2019 é de que o crescimento seja mais uniforme e contínuo.

Quer investir seu dinheiro e ter mais segurança na hora de trocar de profissão? Abra uma conta na XP!